O-soto-gari

Generalidades – Uma das projeções mais utilizadas e a que mais erradamente se aplica. A quase totalidade dos lutadores entra com a perna muito levantada, o que é praticamente um “suicídio”.

Oportunidades – Quando Uke inicia o recuo de uma perna, movimentando-se para trás. Ou mesmo quando entra de muito longe em o-soto-gari e falha.

Descrição – No momento em que Uke recua a perna direita, Tori impede este recuo enrolando a perna direita por fora da perna dele. Tori simplesmente enrola a perna na dele, sem deixar espaços, sem levantar a perna e sem pretender dar uma batida com a perna na panturrilha de Uke. Tori mergulha, então, para frente, atirando a perna direita para trás, literalmente varrendo o chão com a sola do pé e elevando a perna o mais alto possível. Tori puxa, na direção de seu próprio quadril, a manga direita de Uke, enquanto o empurra com a mão direita.

Encadeamentos – Um o-soto-gari que falha pode ser encadeado com o-soto-makikomi. Pode, também, ser contra-atacado com outro o-soto-gari. Neste caso, o que Tori pode fazer é utilizar uma técnica desenvolvida pelo prof. Waldomiro Perez Júnior, de São Paulo. É a seguinte: Tori entra fracamente em o-soto-gari, de propósito. Uke resiste e contra-ataca com outro o-soto-gari, derrubando-o. Mas Tori já esperava por isso, e , ao cair, encolhe a perna direita, colocando a tíbia de encontro ao abdome de Uke. Puxa fortemente seu braço direito, dominando-o com as duas mãos. Levantando a perna esquerda, passa-a por sobre a cabeça de Uke, finalizando com um belo juji-gatame.

Para melhor aplicar um o-soto-gari, Tori deve procurar colocar o pé esquerdo no mínimo na mesma linha do pé direito de Uke. Quanto mais para trás desta linha estiver o pé de Tori, maiores as chances de êxito que ele terá.

APRENDA: O-soto-gari

Advertência:

A sessão aprenda é aqui apresentada apenas como um meio de facilitar a memorização e o aprendizado do Jiu-jitsu. As técnicas e procedimentos nela contida e descrita são essencialmente letais. O leitor, seu companheiro ou adversário podem ferir-se de modo sério ou fatal se utilizarem qualquer uma delas em treinamento sem acompanhamento de um mestre, professor ou instrutor capacitado. Nesse caso, a Equipe da Academia Arataba de Jiu-Jitsu não se responsabiliza por qualquer evento daí decorrente.

O uso de uma ou mais técnicas contidas nesta sessão é considerado ilegal por leis municipais, estaduais ou federais de diversos países. A Equipe da Academia Arataba de Jiu-Jitsu não faz representação alguma para justificar o uso de qualquer técnica contida nesta sessão ou de sua eficácia em quaisquer circunstâncias.

2017-02-05T11:01:06+00:00

Leave A Comment